GLOSSÁRIO

 

 TERMO 

 DESCRIÇÃO

DOI Digital Object Identifier (DOI) é um padrão para identificação de documentos em redes de computadores, como a Internet.Atualmente, cresce a preocupação com a segurança de objetos digitais na Internet. Por isso, foi criado o DOI (Digital Object Identifier), um sistema para localizar e acessar materiais na web – especialmente, publicações em periódicos e obras protegidas por copyright, muitas das quais localizadas em bibliotecas virtuais.O DOI representa um sistema de identificação numérico para conteúdo digital, como livros, artigos eletrônicos e documentos em geral.Foi desenvolvido recentemente pela Associação de Publicadores Americanos (AAP) com a finalidade de autenticar a base administrativa de conteúdo digital. É concebido como um número, mas não tem um sistema de codificação pré-definido e também não traduz ou analisa esta numeração.O DOI atribui um número único e exclusivo a todo e qualquer material publicado (textos, imagens, etc).Este número de identificação da obra é composto por duas sequências:
(1) um prefixo (ou raiz) que identifica o publicador do documento;
(2) um sufixo determinado pelo responsável pela publicação do documento. Por exemplo: 11.1111.1 / ISBN (ou ISSN)

O prefixo/raiz DOI é nomeado pela IDF (International DOI Foundation), que garante que cada raiz é única.

Os livros ou artigos publicados em periódicos, por exemplo, provavelmente utilizarão como sufixo o número que já consta do ISBN ou ISSN.

Além de ser um mecanismo utilizado para garantir o pagamento de direitos autorais através de um sistema de distribuição de textos digitais, o DOI também é útil para auxiliar a localização e o acesso de materiais na web, facilitando a autenticação de documentos.

Recentemente, os livros começaram a entrar nesse sistema, mas já existem cerca de três milhões de DOI’s em uso, dando referências cruzadas e ativas sobre publicações acadêmicas e profissionais on-line No Brasil, a plataforma lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por exemplo, utiliza o DOI como uma forma de certificação digital das produções bibliográficas registradas pelos pesquisadores em seus currículos lattes. Quando um programa navegador encontra um número DOI, utiliza o prefixo para encontrar o banco de dados da editora e ali acessa as informações relativas ao livro ou ao periódico, que podem incluir dados do catálogo, resenhas e links. Este sistema começou a ser utilizado há pouco tempo no Brasil, sendo implantado em algumas soluções DRM, como a usada na venda do e-livro de João Ubaldo Ribeiro.

 

Ebook Ebook (ou e-book) é uma abreviação do termo inglês eletronic book e significa <livro em formato digital>. Pode ser uma versão eletrônica de um livro que já foi impresso ou lançado apenas em formato digital.

Alguns dos formatos digitais mais populares são HTML, PDF (Portable Document Format), ePub (eletronic publication) e DjVu (pronucia-se déjà vu). Um ebook pode ser lido por meio de equipamentos do tipo: computador, PDA, iPad, Smartphone ou em dispositivo próprio para tal leitura, à venda no mercado denominado eBook Reader.

Um EBook Reader (eReader), como por exemplo, o Amazon Kindle, é um aparelho portátil criado especificamente para a leitura de livros digitais. Possui uma tecnologia de iluminação da tela diferente dos outros leitores digitais, possibilitando ao leitor uma sensação mais próxima da leitura do livro em papel.

É possível obter ebooks gratuitamente em bibliotecas públicas online ou em outros sites que disponibilizam livros digitais, como por exemplo o Google Books. Os ebooks também podem ser adquiridos em diversos sites de vendas online.

 

 ISSN O ISSN (International Standard Serial Number) – Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas, é o código aceito internacionalmente para individualizar o título de uma publicação seriada.Esse número se torna único e exclusivo do título da publicação ao qual foi atribuído, e seu uso é padronizado pela ISO 3297 (International Standards Organization).

Por ser um código único, o ISSN identifica o título de uma publicação seriada durante todo o seu ciclo de existência (fase de lançamento, circulação e encerramento da revista), seja qual for o idioma ou suporte físico utilizado (impresso, online, CD-ROM e demais mídias).

O ISSN é composto por oito dígitos distribuídos em dois grupos de quatro dígitos cada, ligados por hífen e precedido sempre por um espaço e a sigla ISSN. Exemplo: ISSN 1018-4783.  Consultar site do IBICT

QUALIS Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.Tal processo foi concebido para atender as necessidades específicas do sistema de avaliação e é baseado nas informações fornecidas por meio do aplicativo Coleta de Dados. Como resultado, disponibiliza uma lista com a classificação dos veículos utilizados pelos programas de pós-graduação para a divulgação da sua produção.

• A estratificação da qualidade dessa produção é realizada de forma indireta. Dessa forma, o Qualis afere a qualidade dos artigos e de outros tipos de produção, a partir da análise da qualidade dos veículos de divulgação, ou seja, periódicos científicos e anais de eventos.• A classificação de periódicos e eventos é realizada pelas áreas de avaliação e passa por processo anual de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade - A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5; C – com peso zero.
• Note-se que o mesmo periódico, ao ser classificado em duas ou mais áreas distintas, pode receber diferentes avaliações. Isto não constitui inconsistência, mas expressa o valor atribuído, em cada área, à pertinência do conteúdo veiculado. Por isso, não se pretende com esta classificação que é específica para o processo de avaliação de cada área, definir qualidade de periódicos de forma absoluta.
• O aplicativo que permite a classificação e consulta ao Qualis das áreas, bem como a divulgação dos critérios utilizados para a classificação de periódicos e anais é o WebQualis

Revisão de Tema Os artigos de uma  revisão devem ser avaliações críticas sistematizadas da literatura sobre determinado assunto.

Devem ser descritos os métodos e procedimentos adotados para a revisão. O texto deve ser baseado em revisão atualizada da literatura. Tratando-se de temas ainda sob investigação a revisão deve discutir as tendências e linhas de investigação em curso.

Revista Científica Uma revista científica é uma publicação periódica destinada a promover o progresso da ciência.Contêm artigos que foram submetidos a revisão por pares, para assegurar que estes artigos vão ao encontro dos padrões de qualidade e validade científica. A publicação dos resultados de pesquisa é parte essencial do método científico; eles geralmente suprem detalhes sobre um experimento, para que um pesquisador independente possa repetir o processo e verificar os resultados. Cada artigo da revista se torna parte de um registro científico permanente.
A história das revistas científicas começa em 1665, quando o francês Journal des Savants e o inglês Philosophical Transactions of the Royal Society começaram a publicar sistematicamente resultados de pesquisas científicas.
RSS RSS (Really Simple Syndication) Syndication) é um endereço na internet que serve para monitorar as novidades de um site. Esse endereço deve ser inscrito em um programa que entenda RSS.Com ele você pode reunir informaçôes de seus sites preferidos em uma única tela.